segunda-feira, 31 de maio de 2010

Velhos Hábitos!

Estava eu na minha aula de dança, tudo tranquilo até o momento que o professor resolve passar um passo novo! Acontece que esse novo passo fazia um movimento que era exatamente o oposto dos passos até então usuais. Então comecei a praticar o novo passo, mas o pé, por conta própria ia sempre pro lado oposto, como os passos antigos!

Outro dia, estava eu, saindo do Shopping e como este estava um pouco cheio, havia fila para sair com o carro. Eu tenho como hábito, só inserir o tíquete de estacionamento quando, o carro da frente passar pela cancela automática e abrir espaço suficiente para eu passar com o meu carro! Esse hábito é devido eu desconfiar de certas tecnologias, e para evitar do carro ficar parado sob a cancela automática por mais tempo devido ao congestionamento e ver a cancela abaixando e amassando o veículo. Pois bem, nesse dia um sujeito com um carro um tanto, como posso dizer... Ah sim, podre de velho e mau cuidado, entrou na minha frente, como comigo, no meu carro, haviam algumas amigas minhas e eu estava distraído conversando, nem percebi que o sujeito passou pelo aparelho onde os tíquetes são inseridos para abertura da cancela, sem inserir tíquete algum. O sujeito estava esperando eu inserir o meu tiquete para sair, o que iria resultar em uma tremenda dor de cabeça pra mim! Graças ao meu hábito, eu fiquei esperando ele passar pela cancela e abrir espaço, mas ele ficou parado. Foi aí que me toquei do golpe! É claro que o babaca espertalhão teve que sair pela lateral, retornando ao estacionamento e fazer o pagamento devido.

Engraçado como o nosso cérebro opera, quando fazemos atividades repetitivas ele começa a operar como se estivesse no automático! Acabamos agindo como máquinas e todas as informações que nos chegam, damos respostas e ações mecânicas! A vida passa e não percebemos, se não cumprirmos as rotinas estabelecidas pela repetição de atividades parece que algo está faltando, corremos, diariamente, o risco de desenvolver o chamado transtorno obsessivo compulsivo! O pior, parece que cada um de nós tem um controle remoto igualzinho do filme "Click"!

Dei-me dei conta dessa situação nesse fim de semana, quando fui numa baladinha diferente! Quando dei por mim estava agindo como o babaca de sempre! Achei interessante, é por isso que temos dificuldades de abandonar certos hábitos! Nas situações em que já estava acostumado, reprogramei minhas atitudes e respostas mecânicas, contudo, quando surgiu um evento diferente, meus velhos hábitos ressurgiram! Temos que aprender a "reprogramar" nosso cérebro diariamente! Alguém diz, "hoje vou mudar", esquece filho, se não aprendermos a mudar "a partir de hoje", não só hoje, fica impossível! É um trabalho duro, difícil. mas dá pra fazer! "Vambora"!!! Isso serve pra todo mundo, babacas ou não!

sábado, 29 de maio de 2010

Vinícius


Soneto de Fidelidade

Vinicius de Moraes


De tudo ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.

Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento

E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.


Vinicius de Moraes, "Antologia Poética", Editora do Autor, Rio de Janeiro, 1960, pág. 96.

Retirado de: www.releituras.com

Viver com inteligência, aprender a encontrar o prazer onde antes nunca imaginávamos encontrar. Nos meus inglórios dias de babaca, eu achava que, poesia, era coisa de idiota! Ninguém é obrigado a gostar de poesia, e o fato de gostar de poesia não significa que o sujeito é babaca ou não! Eu felizmente encontrei pessoas que me ensinaram a ter prazer em "usar o cérebro". Repito mais uma vez que isso não é indicativo de nada!

Mas não é também qualquer poesia que eu gosto, gosto das tiradas inteligentes, por exemplo, acho terrivelmente fantástico a sacada desse trecho da música "eu te devoro" do Djavan:

...Tudo que Deus criou
Pensando em você,
Fez a via-láctea
Fez os Dinossauros,
Sem pensar em nada
Fez a minha vida
E te deu,...

O meu intuito não é promover a poesia, mas lembrar que, olhar a vida com um olhar mais sereno, ajuda muito a nos libertar da mediocridade que a babaquice nos leva! Me perdoem meus amigos homossexuais, mas, isso não é "viadagem"! Nossas ideias pré-concebidas nos fazem de tolos a todo momento! Ideias aceitas sem antes serem filtradas pelo bom senso podem nos fazer perder o melhor que a vida pode nos oferecer! Pratique sua religião, seu esporte, sua ideologia! Mas o bom senso e filtragem das ideias é fundamental!

Essa é a primeira postagem que eu falo de algo que eu gosto, provavelmente será a última! Mas achei fundamental pra deixar claro que o preconceito pode existir de nós para nós mesmos! Afinal, sempre defenderei que a babaquice quando fora de controle, ou seja quando ultrapassa os cinco graus da escala que criei pra facilitar o entendimento do que escrevo, é daninha para todos os envolvidos, e que, uma pessoa quando perde o controle da sua própria vida ela vai caminhando para o desenvolvimento de sérios problemas da ordem psicológica! Fecho essa postagem com o pensamento de Epípeto! "Não somos perturbados pelas coisas, mas pelas opiniões que temos sobre elas!"

sacada1
sa.ca.da1
sf (sacar+ada1) 1 Ato ou efeito de sacar; sacadela. 2 Exportação, saca. 3 Imposto que antigamente pagavam os exportadores. 4 Balcão de janela ou porta, que ressalta do alinhamento da parede. 5 V galão e sacão (de cavalo). 6 Puxão pelas rédeas; sofreamento. 7 gír Idéia.
tirada

ti.ra.da
sf (tirar+ada1) 1 Ação de tirar. 2 Exportação de gêneros. 3 Longo espaço de tempo. 4 Grande extensão de caminho. 5 Discurso, fala ou trecho de grande extensão. 6 pop Trecho mais saliente; rasgo. 7 Dito espirituoso. 8 Náut Porção de amarra ou cabo que se pode alar sem emendar o aparelho. 9 Tip Impressão da primeira face do papel. De uma tirada: de uma só vez; sem descansar.
viadagem
Gíria muito usada por mim e meus amigos (gays ou não) quando alguém está com frescura! Uia! Tem no Dicionário também:
veadagem
ve.a.da.gem
sf (veado+agem) Bras ch Atitude ou dito próprio de veado.

Fonte: Michaelis


Fonte da imagem: http://www.releituras.com/

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Ingenuidade


A realidade é algo muito cruel!

Existem em nosso planeta, pessoas fantásticas, cada uma com um grande coração e extremamente guerreiras! Contudo, existem pessoas que são exatamente o oposto! Crueis, frias, hipócritas. Como identificá-las? Só convivendo com elas! Não existe nenhuma característica visível que identifique, a primeira vista, a real personalidade de uma pessoa e só com a convivência é possível perceber os sinais que identificam esse tipo de criatura!

Eu, particularmente, conheci pessoas de grande coração com algumas características peculiares, algumas cínicas, outras sarcásticas, grosseiras, irritadiças ou "pavio curto" e algumas com todas essas características! Sem sombra de dúvidas, as pessoas que encontrei na minha vida, que costumavam ser as mais odiadas por todos, eram na maioria das vezes, algumas das melhores criaturas humanas com quem convivi! Essa maneira áspera de tratar os outros, é na verdade, uma autodefesa que algumas pessoas de bom coração desenvolvem, para defenderem-se de pessoas aproveitadoras! Nota! Isso não é regra!

Como escrevi no primeiro parágrafo, a realidade é cruel, e uma pessoa sincera sempre apontará as nossas debilidades, isso é algo desagradável, a verdade dói! Esses personagens foram vitais para o desenvolvimento da minha atual personalidade. Uma pessoa verdadeira e grosseira vai olhar para qualquer um e dizer: "Para de ser babaca moleque!" ou "Você é burro hein!" Enquanto que uma pessoa hipócrita vai olhar pra você e dizer, "que bonitinho!"

Como escrevi, não dá pra diferenciar uma pessoa bacana de um FDP*. O babaquinha de tipo B e C, ingenuamente acredita que todo mundo é bonzinho, e aquele sorriso bonito, aberto, é sincero. Só que depois que levam um golpe, seja financeiro ou emocional, começam achar que o mundo é um lugar injusto e começam a achar que todo mundo é FDP!

Pra ser babaca é fácil! Olhe pra cima, abra a boca, arregale os olhos e faça "Dãããã!" Acredite em todo mundo, tenha raiva de quem te fala a verdade sobre você, e principamente, quando alguém falar mal de alguém que você conhece, não só acredite, passe adiante também e sem questionar! E sem motivo nenhum, deixe de conversar com esse seu amigo! Quando aquele seu amigão, falar pra você abandonar sua família ou namorada(o), porque a vida de solteiro é melhor, abandone! Quando aquela pessoa que você gosta disser, que ninguém é fiel a ninguém, infernize a vida do seu cônjuge! Se te falarem que você fica melhor de cabelo comprido, deixe crescer e se depois outra pessoa disser que fica melhor com cabelo curto! Corte! Afinal, o importante é ser feliz. Eu garanto que, você se tornará um(a) grande bosta!

Todo hipócrita dá sinais, se eu e você não quisermos ser babacas de ninguém, observe! As pessoas infelizes, não suportam ver a felicidade dos outros e, com sorrisinhos, tapinhas nas costas, aos poucos vão destruindo amizades, amores, paixões. Inventam traições, conspirações. Eu escrevi que, fazer algumas babaquices ajudam a deixar a vida mais feliz, mais divertida, mas acreditar em tudo e em todos, sem fazer uma filtragem através do bom senso e observações conscientes, é um tipo de babaquice que, não se enquadra na citada anteriormente! Pode até ser muito simples identificar um hipócrita, existem alguns que são bem escancarados! Ele sorri, te elogia, mas detona vários de seus amigos ou colegas! Ora, se ele fala mal de todo mundo pra você, o que o impede de falar mal de você pra todo mundo? Outro sinal, fácil de identificar: Se toda vez que um amigo seu, se mostra feliz, quando outra pessoa entra em desgraça, foge dessa pessoa! Uma pessoa legal, vai ficar comovida, mesmo que uma pessoa que ela desgoste, entre em desgraça. Pode observar!

Hipócritas, existem em todas as raças, religiões, opções sexuais, classes sociais, tribos, nacionalidades, torcidas, famílias, gêneros, espécies animiais, etc. Então meus queridos, joguem fora todos os seus preconceitos e comecem a abrir os olhos! Vamos aprender a selecionar nossas amizades pela alma, pelo conteúdo e não pela aparência!

cinismo
ci.nis.mo
sm (gr kynismós) 1 Sistema filosófico dos cínicos. 2 Descaramento, desfaçatez, desvergonha, impudência. Antôns (acepção 2): candura, reserva, pudor.
grosseria
gros.se.ri.a
sf (grosseiro+ia1) 1 Qualidade de grosseiro. 2 Falta de polidez e urbanidade. 3 Ação ou expressão grosseira, indelicada, impolida. Antôn: delicadeza, distinção. Var: grossaria, acepção 2.
irritadiço
ir.ri.ta.di.ço
adj (irritar+diço) Que facilmente se irrita.
hipocrisia
hi.po.cri.si.a
sf (gr hypókrisis+ia1) Manifestação de fingidas virtudes, sentimentos bons, devoção religiosa, compaixão etc.; fingimento, falsidade.
sarcasmo
sar.cas.mo
sm (lat sarcasmu) 1 Ironia ou zombaria mordaz e cruel. 2 Figura de retórica, que consiste em empregar esta espécie de escárnio para afrontar ou ofender pessoas ou coisas.
fonte: http://michaelis.uol.com.br

* FDP! Sim é um palavrão! Use sua imaginação para descobrir o que significa!!!

Fonte da imagem: http://caisdopensamento.wordpress.com/

terça-feira, 25 de maio de 2010

O babaca e o poder! (2)


Tem uma frase de Abrahm Lincoln, que é a seguinte: "Todo povo tem o governo que merece!"
Em uma determinada eleição, lá estava eu devidamente convocado, trabalhando como mesário! Nessa eleição eu era apenas um suplente, quando vejo uma cena memorável! Um rapaz "cutuca" o outro e pergunta!

- "Você tem algum candidato pra me indicar?"

Então o sujeito que era um cabo eleitoral puxou um "santinho" e entregou para o babaca: "vota nesse aqui!"

Engraçado, a gente trabalha cerca de três meses por ano para pagar impostos e tudo o que esse povo, que nós colocamos no poder, faz, influencia-nos direta e/ou indiretamente, inclusive aos babacas que anulam indiscriminadamente seus votos! É um fato! Quem vota em qualquer um sem critério é tão babaca quanto o outro que anula indiscriminadamente seu voto, pois age como se estivesse gostando do que anda vendo!

Algumas observações básicas!

O país precisa de reforma agrária, mas grandes fazendeiros são sempre eleitos! Será que eles vão providenciar ou atrapalhar o processo?

Saúde pública está caótica, parlamentares "patrocinados" pelos convênios médicos e até mesmo os próprios donos, quando eleitos, irão resolver o problema ou piorar a situação?

Segurança pública está problemática! Uia! Tem deputados/vereadores, etc., traficantes, assassinos, ladrões, etc!

Nosso código penal está cheio de "brechas", o que faz com que, quem pode pagar um bom advogado dificilmente fica preso. Uma frase que o povo diz é "só quem vai preso é pobre"!

Esse mês está sendo muito discutida a lei da "Ficha Limpa"! Caramba! Precisa uma lei para que os picaretas sejam barrados! Um povo inteligente barraria automaticamente qualquer indício de picaretagem! A lei barra os candidatos condenados, mas não barram os candidatos a reeleição que ficaram quatro anos sem fazer porra nenhuma! O pior, alguns sujeitos envolvidos em escândalos mesmo com a cara exposta na mídia como picaretas, acabam sendo reeleitos! Sabe o que isso significa? Já que a massa não tá nem aí, vamos abusar mais ainda da grana desses babacas! É o que isso significa (leia Eleitores reelegem 12 mensaleiros e sanguessugas).

Gostaria de parabenizar à população da cidade de Santo André/SP que não reelegeu o ex-deputado mensaleiro oriundo de lá, nem pra vereador! É assim que tem que ser, pisou na bola, já era, nunca mais! Vai procurar emprego vagabundo! Isso não significa que os próximos iriam ser menos picaretas, mas iriam pensar duas vezes antes de pisar na bola!

memorável
me.mo.rá.vel
adj (lat memorabile) 1 Digno de ficar na memória. 2 Notável, célebre.
Fonte: http://michaelis.uol.com.br

"A plebe apenas pode fazer tumultos. Para fazer uma revolução, é preciso o povo". Victor Hugo

Fonte da imagem: http://boadegarfo.wordpress.com/

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Fanáticos (2)


Esse assunto é longo! Existe uma máxima, se não me engano foi dita por Victor Hugo, que diz que, quem ri do que desconhece está a um passo de se tornar um idiota.

Para um fanático, aquilo que ele acredita é absoluto, a crença dos outros é falsa, herética, absurda, ridícula, etc.

No ateísmo também existem fanáticos, na mesma intensidade dos fanáticos religiosos! Quando entramos em comunidades ateístas podemos ver declarações extremas e desrespeitosas. A maioria deles nutrem um forte ódio aos fanáticos religiosos, mas nem se tocam que estão agindo exatamente igual, porém, no outro extremo! Veja a postagem: "Escola de Ateus?"

Se você gosta de alguma coisa, qualquer coisa, e essa paixão se transforma em ódio quando você se vê contestado, cuidado! Quando, em uma roda de bate-papo, todo assunto abordado, você dá um jeito de inserir e mostrar essa sua paixão, cuidado! Você é ou está se tornando um fanático! Mas cuidado principalmente com outros fanáticos, eles vão sempre te dizer o que você deve fazer, como fazer, e cheio de "eu acho"!

Dois termos que me deixam com "o pé atrás"! "Tem que" e "eu acho"! Por exemplo! "Eu acho que pra você ser feliz, você tem que casar e ter filhos!" Nossa sociedade é cheia disso! Quando veem alguém solteiro logo pensa, "coitado! ele deve ser tão triste"! É o fanatismo social!

Veja também a primeira postagem: Fanáticos

"Ser contestado é ser constatado."
"A tolerância é a melhor das religiões."
"A vida já é curta, mas nós tornamo-la ainda mais curta, desperdiçando tempo."
Pensamentos de Victor Hugo

contestação
con.tes.ta.ção
sf (lat contestatione) 1 Ação de contestar. 2 Contenda. 3 Dir Resposta fundamentada do réu, que refuta, contradiz ou se opõe ao libelo do autor no processo. 4 Confirmação de um testemunho com outro. 5 Altercação, debate, questão, polêmica. 6 Negação. 7 Contradição.

herético
he.ré.ti.co
adj (baixo-lat haereticu) 1 Que diz respeito a heresia. 2 Em que há heresia. sm Herege.
heresia

he.re.si.a
sf (gr haíresis+ia1) 1 Doutrina que se opõe aos dogmas da Igreja. 2 fam Absurdo, contra-senso, disparate. 3 Ato ou palavra ofensiva à religião. Var: heregia.


Fonte da Imagem: http://chocolatequente.blogspot.com

sábado, 22 de maio de 2010

Desvantagem de ser babaca (4) - O importante é ser feliz



É! Uma imagem vale por mais de mil palavras!

Babacas que amamos! (3)


Coiote!

Esse Coiote é um verdadeiro coió! Extremamente criativo utiliza as melhores tecnologias ao seu alcance para capturar o Papa-léguas! E olha hein, a carne do Papa-léguas deve ser muito saborosa, porque com a grana que esse cara gasta em bugigangas como patins, foguetes, cordas, pesos, etc. ele podeira muito bem pagar uma belíssima refeição! (Ok babaca! aí não existiriam os episódios do papa léguas!) Caramba, às vezes eu sou tão rude comigo mesmo! Enfim o coiote é um dos babacas mais divertidos da história da animação!

coi
ó
co.ió

adj gír
1 Sandeu, toleirão. 2 Namorador. sm 1 Indivíduo tolo. 2 Namorado ridículo. 3 Ictiol O mesmo que voador, acepção 4. Coió sem sorte: namorado infeliz. Fonte: Michaelis

sexta-feira, 21 de maio de 2010

AMORSCA (de Jorge de Barros)


meu amor é feito mosca de padaria
leso
besta
monótono e
parvo

pousa sempre no primeiro doce que vê...

mas o pior!

já pousou em tanta merda...

Jorge de Barros

Nota do autor: "esse meu poeminha antiiiigo, meus amigos já cansaram de me ouvir recitar em saraus. É um coringuinha, sempre arranca uma ou outra gargalhada e serve pra quebrar o gelo".

Publicado originalmente em 06 de agosto de 2008 em: "O Ofício do Ócio" de autoria de Jorge de Barros.
Imagem: veio junto com o texto!

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Faroeste Caboclo


A vida é muito curta pra gente ficar desperdiçando com besteiras! Se você se sente feliz fazendo babaquices, seja babaca! Agora, quando alguém faz babaquices extremas, ou seja, quando começa a superar os 5 graus é porque tem coisa errada!

Ontem estava eu indo dançar, e como o carro quebrou e está fazendo manutenção, fui de ônibus!

Quando a "burra" finalmente chegou, embarquei e fui para o fundo! Seis pontos após entraram quatro moleques e uma menina que deveriam ter em média dezesseis anos. É claro que a molecada em bando tem que fazer barulho, e digo mais, tem que ter um celular barulhento tocando "musiquinha"! Olhei aquela cena e lembrei que, "porra, eu fazia a mesma coisa"!

Lembrei da antiga turma, alojados devidamente nos últimos bancos da "burra". Quietos? Nunca! Assim que estávamos devidamente acomodados começávamos a cantar "Faroeste Caboclo" da Legião Urbana! Era divertido! Mas, será que os outros passageiros gostavam?

Quando a molecada anteriormente citada começou a bagunça, olhei pra eles com meu olhar de "malvadão" que não está gostando, mas quando eu lembrei das minhas presepadas percebi que o que mais me incomovada não era o fato da "puta zona" que a gurizada estava fazendo, eu estava era com saudades da bagunça que eu e a antiga turma faziamos, somada a uma pitadinha de inveja!

Pois é, não importa a década, molecada é sempre molecada!

presepada
pre.se.pa.da
sf (presepe+ada1) Reg (Nordeste) 1 Espetáculo fantástico e ridículo. 2 Palhaçada. 3 Fanfarronada. 4 Barafunda, barulho, conflito.

Fonte da imagem: http://euamoatirardecarabina.blogspot.com

quarta-feira, 19 de maio de 2010

17 horas (Velho Babaca).


17 horas, Fim de expediente!

Oba! Hora da "Happy hour", de ir pra casa, de fazer o que quiser!

Hora do "hush", trânsito, motoboys "a mil" com aquela buzininha chata, ônibus, trens urbanos e de metrô lotados!

Uma bela jovem estava sentada no assento reservado, com sua bolsa e uma sacola no colo.

- "Tão nova e ocupando o assento reservado?"

As pessoas não falavam nada, mas os olhares a condenavam. Então entra na composição um senhor com cerca de sessenta anos e se coloca ao lado do assento reservado, seu olhar pousou sobre a jovem desde o momento que embarcou, mas a jovem não se mexeu. O olhar de reprovação das pessoas próximas ficaram mais fortes, a jovem começou a se sentir constrangida, mas não saiu do lugar.

Uma pessoa de bom senso poderia ter se aproximado da jovem e conversado sobre a situação, mas o velho simplesmente começou a falar, em voz alta, ou melhor começou a discursar:

- "É! tem pessoas que não respeitam os mais velhos!"

E a jovem nada, os olhares ficaram mais implacáveis!

- "É! Pessoal novo e saudável e a gente velho e cansado tem que andar de pé!"

E a jovem visívelmente constrangida, os olhares lançando "chamas" sobre ela, mas ela não saiu!

-"É! Não se tem mais respeito nesse país pelos idosos!"

A jovem completamente constrangida, levantou-se, então sua barriga, surgiu! Do nada? Sete ou oito meses talvez? Oh! Uma linda gestante!

-"Por favor senhor! Sente-se!"

Disfarçando agora bando de babaca? Será que alguém ficou com vergonha? Ah sim! O velho babaca! E o bando de urubu, agora condenando o velho!

-"Não, não precisa! Fica sentada!"

Como diria meu irmãozinho, O velho ficou com cara de "Tacho"! Ou como eu diria, ficou com uma "puta cara de bunda"!!!

cara1
ca.ra1
sf (gr kára) 1 Parte anterior da cabeça; rosto, face... 6 Face da moeda em que está representada em relevo a efígie de uma personalidade, geralmente um chefe de Estado ou um soberano; anverso, efígie. s m+f gír Tratamento incivil que se dá a uma pessoa;...Cara de tacho: expressão própria de quem está desapontado, sem saber o que fazer. Fonte: Michaelis

Imagem: Via Crúcis de Jorge de Barros retirado do fotolog "Plágios e Clichês".

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Desvantagem de ser babaca (3)


Precisa dizer alguma coisa?

Perigo! Um babaca em sua vida!


Os babacas do tipo A são criaturas deveras nocivas. Nossa vida é muito curta, e o segredo da felicidade é mais simples do que podemos imaginar, não dá pra desperdiçar a única vida que nós temos, no momento, com um babaca!

Eu estava lendo a resenha do livro "Manual para sobreviver aos babacas" do autor estadunidense, professor Robert Sutton e achei seu estudo vital para sobrevivência profissional de empresas e funcionários. Não é de se estranhar o fato de muitos de nós ter passado pela "gerência" de um babaca do tipo A e geralmente com 9 a 10 graus na "escala Wilbor". A resenha mostra um exemplo de como identificar um babaca desse tipo: "Um autêntico exemplar da espécie tem uma marca registrada - está sempre diminuindo gente mais humilde e adulando os superiores".

Isso faz me lembrar de uma babaca que atua no meu local de trabalho! (Uebas! Lembrei de mais um exemplo de mulher babaca!). Um diretor, mas não um diretor qualquer, era somente o terceiro da hierarquia, estava conversando com duas simpáticas senhoras que cuidam com todo carinho de nossa saúde e higiene. A babaca, além de ter esse título, detém o título de estúpida, após presenciar essa cena, inquiriu o referido diretor:

- "Como um homem do seu nível fica dando atenção a essas mulheres da limpeza?"

E esse grande homem deu uma resposta digna de seu cargo:

-"Depois dessa sua pergunta, sou mais elas do que você!"

Como diria uma grande amiga minha: "Viiiixe!!!"

Lembro-me outra ocasião quando fui dar um recado ao meu chefe, e este estava conversando com a diretora dele. Após eu repassar o recado, antes dele falar qualquer coisa a diretora dele começou a gritar comigo, que só passei o recado!

- "Não, Não e Não eu Não vou permitir isso..."

Eu olhei pra ela com aquela carinha de "É comigo?", segurei-a pelos ombros e disse com toda tranquilidade:

- "Calma, conta até dez, respira fundo e passa seu recado, sem gritar!" Então ela começou a gritar de novo, só que agora me caçoando:

- "Não, Não e Não eu Não vou permitir isso..." e ria da minha cara! Só porque tenho cara de babaca! Oh! Como sofro!

Uma empresa de sucesso, só atinge esse patamar, quando cada unidade que compõe sua equipe de trabalho são pessoas de sucesso! Um chefe incompetente, geralmente é sempre um babaca do tipo A com 9 ou 10 graus na "escala Wilbor"! Esse energúmeno alçou um bom cargo devido a técnica do puxa-saquismo e/ou o famoso "tapetão", isso quando não é parente de alguém influente. Acontece que, quando surge dentro do quadro de funcionários alguém competente, talentoso(a), pró-ativo(a) e/ou empreendedor(a), em primeiro lugar o babaca se escora no(a) sujeito(a), roubando suas idéias, enchendo-o(a) de responsabilidades além de podar qualquer possibilidade de acensão na hierarquia da instituição. E quando não consegue mais "sugar" as "energias" desse funcionário(a), começa a perseguir, podar e/ou boicotar. É o famoso assédio moral.

Se você tem um chefe desses, lute para mudar de setor ou de emprego, porque provavelmente você não irá a lugar algum. Agora se você ocupar um cargo na esfera estratégica de alguma empresa, aprenda a identificar essas criaturas daninhas chamados dirigentes babacas do "tipo A", porque eles desmotivam qualquer equipe e destroem talentos, desagregando valor a qualquer produto e/ou serviço, e o pior, seus talentos podem acabar migrando para seu concorrente estando ainda capacitados e treinados!

Assédio moral
É a exposição dos trabalhadores e trabalhadoras a situações humilhantes e constrangedoras, repetitivas e prolongadas durante a jornada de trabalho e no exercício de suas funções.
Fonte: Wikipedia

energúmeno
e.ner.gú.me.no
sm (gr energoúmenos) 1 Possesso do demônio. 2 Indivíduo desnorteado. 3 Pessoa que, dominada por uma paixão, pratica desatinos. 4 pop Imbecil.
estadunidense

es.ta.du.ni.den.se

adj m
+f (top Estados Unidos+ense) Relativo aos Estados Unidos da América do Norte. s m+f Habitante ou natural desse país.
Fonte: Dicionário Michaelis

Fonte da imagem: http://kikoisa2009.blogspot.com/

domingo, 16 de maio de 2010

Fanáticos



Hoje vou começar diferente, vou começar com o dicionário:

fanatismo
fa.na.tis.mo
sm (fanáti(co)+ismo) 1 Excessivo zelo religioso. 2 Facciosismo, partidarismo. 3 Dedicação excessiva a alguém, ou a alguma coisa; paixão. 4 Adesão cega a uma doutrina ou sistema. fonte: http://michaelis.uol.com.br/moderno/portugues

"Todos vós, que amais o trabalho desenfreado (...), o vosso labor é maldição e desejo de esquecerdes quem sois". Friedrich Nietzsche

"Fanático é quem não pode mudar de idéia e não quer mudar de assunto". Winston Churchill

"O fanatismo é a única forma de força de vontade acessível aos fracos". Friedrich Nietzsche

"Do fanatismo à barbárie não há mais do que um passo." Denis Diderot

Fontes: http://www.frasesfamosas.com.br/ e http://entreaspas.org/temas/fanatismo

Estou eu aqui agora acompanhando o jogo do meu time e escrevendo sobre fanatismo. Existe fanatismo em praticamente tudo, os mais conhecidos encontramos no esporte e na religião.

É incrível pensar que as maiores religiões pregam o amor, mas, infelizmente alguns dos maiores genocídios da história carregaram a bandeira dessas religiões. Posso dizer com toda a certeza que um fanático religioso não cultua sua crença por amor à Deus, mas porque se acha melhor que os outros! "Eu vou pro céu eu você vai pro inferno"! Normalmente os fanáticos são evitados até pelos frequentadores da mesma religião, porque eles se preocupam em vigiar o "rebanho" e acabam atormentando a todos.

E aquelas velhas discussões de o meu time é melhor que o seu? Caramba, todo grande time é grande porque tem um grande rival! Fico imaginando algum lugar em que tenha um único time, todo mundo só torce pra ele! Tem graça? Você vai "tirar o sarro" de quem? Quem vai "mangar" de ti quando seu time perder? Agora, é impressionante como tem babacas no mundo! Um bando de idiotas covardes se juntam e saem caçando possíveis vítimas que torcem por outro time! A maioria desse imbecis quando estão na posição inversa choram como crianças quando apanham. Esporte é saúde, diversão, confraternização! Quer brigar? Vai praticar, por exemplo, boxe e entra em um ringue! Isso é coisa de homem!

Veja também a postagem: Fanáticos (2)

Obs. Coisa de homem está no sentido oposto de covardia! Porque infelizmente nos grupos criminosos disfarçados de torcidas organizadas possuem muitas mulheres.

Mais dicionário:
mangar1
man.gar1
vti e vint 1 Fazer mangação, motejar, zombar; escarnecer com aparência de seriedade: Moleques mangavam do ébrio. "Este mambembe parece que está mangando conosco!" (Monteiro Lobato). Falo sério, não mango. vti 2 Enganar, iludir, impingir petas: "Mangar em (ou com) alguém" (Morais). vint 3 Reg (Sul) Demorar, remanchar, matar o tempo.
sarro
sar.ro
sm (cast sarro) 1 Fezes ou sedimento que o vinho e outros líquidos deixam aderentes ao fundo e paredes das vasilhas. 2 Saburra. 3 Camada amarelada que se deposita sobre os dentes que não são lavados. 4 Resíduo do tabaco queimado, constituído de nicotina e óleos, que se deposita no tubo dos cachimbos e piteiras. 5 Fuligem de pólvora queimada que se deposita na parede dos canos das armas de fogo. 6 Ictiol Nome de vários peixes de rio dos quais são mais conhecidas as espécies Corydoras nattereri, C. aeneus, C. paleatus, C. julii e C. barbatus; maria-da-serra. 7 Pessoa divertida, engraçada. S.-de-pito: o mesmo que berbigão. Curtir um sarro, ou tirar um sarro, gír: a) tomar todas as liberdades com uma mulher, com a permissão dela, embora sem ser prostituta; b) exercer represália contra alguém ou abusar de sua toleima e ingenuidade.
http://michaelis.uol.com.br/moderno/portugues

Fonte da imagem: http://maniadehistoria.wordpress.com/

sábado, 15 de maio de 2010

Pit Bull


CARACTERÍSTICAS FÍSICAS

- Os pit bulls são cães extremamente fortes.
- Possuem estruturas óssea e muscular bem desenvolvidas.
- As cores mais comuns para está raça são: preta, branca, marrom claro e marrom escuro.
- O pescoço é grosso e curto.
- Possui mandíbulas desenvolvidas e com muita força na mordida.
- O peso de um pit bull pode variar de 30 a 50 quilos.
- Com relação a altura, podem atingir de 35 a 50 cm.

COMPORTAMENTO E TEMPERAMENTO:

- O pit bull é um cão ágil e com grande impulso muscular.
- Necessitam de um trabalho específico de treinamento e socialização para não se tornarem agressivos. Diante de sua força, a agressividade pode colocar em risco pessoas e outros animais. Devem circular em espaços públicos com focinheira e coleira, conduzidos por pessoas com força física.
- Não é recomendado ter este cão em casa com criança pequena.
- Os pit bulls são inteligentes e quando adestrados corretamente, tornam-se obedientes.
- Possui muita energia e vontade, além de necessidade, de praticar atividades físicas.

Atenção: O cruzamento indiscriminado e a utilização destes cães em rinhas de combate, geraram exemplares violentos de pit bulls. Há casos de cães que escaparam da casa ou do dono e atacaram pessoas, levando-as a morte.

Fonte: http://www.suapesquisa.com/cachorros/pit_bull.htm

Características segundo o Padrão oficial da UKC - United Kennel Club

"As características essenciais do American Pit Bull Terrier (APBT) são a resistência, autoconfiança e a alegria de viver. A raça gosta de agradar e é cheia de entusiasmo. O APBT é um excelente cão de companhia e é notável o seu amor por crianças. Pelo fato que a maioria dos APBTs apresentarem certo nível de agressividade contra outros cães, bem como pelo fato de seu físico ser poderoso, a raça necessita de proprietários que os sociabilizem cuidadosamente e que treinem obediência aos seus cães. A agilidade da raça torna-a num dos mais capazes caninos, portanto uma boa cerca é necessária para a raça. O APBT NÃO é a melhor escolha para os que procuram cães de guarda por ser extremamente amigável mesmo com desconhecidos. Comportamento agressivo para com o ser humano não é característico da raça, portanto isto é extremamente indesejável. A raça se sai muito bem em eventos performáticos por seu alto grau de inteligência e sua vontade de trabalhar.
O American Pit Bull Terrier sempre foi capaz de executar uma grande variedade de trabalhos, portanto, exageros ou faltas devem ser penalizados na proporção do quanto podem interferir na versatilidade do cão". Fonte: http://www.pernambucopitbull.com.br/

Em resumo, quem não conhece a raça costuma apontá-la como cães assassinos, o que não é verdade, a personalidade do cão será resultado da sua criação, educação, etc. Se estes forem criados por idiotas, aí sim, serão animais perigossíssimos, mas com criadores responsáveis serão criaturas adoráveis. Uma recomendação pra quem gosta dessa raça, se for comprar um filhote, compre de um criador certificado, é mais caro, porém é mais garantido do animal apresentar as característica do padrão oficial, se desconfiar que o criador não é confiável, não compre.

O grande problema do Pit Bull é que a informação que passa a imagem de animal feroz está fortemente disseminada na sociedade, junto com o rottweiler e outras raças., há alguns anos atrás eram o doberman e o pastor alemão. Os babacas irresponsáveis querem ser temidos, vistos como poderosos, e um "cara poderoso" tem que ter um cachorro poderoso! E qual é são as raças mais poderosas?

Para se ter um animal como esse, o proprietário tem que ser uma pessoa que, além de amar cães, tem que ter tempo para cuidar, e colocar o animal para fazer atividades físicas, acontece que o único objetivo dos babacas é impressionar os outros, adquire um cão, confina o pobre animal em um espaço reduzido, preso com uma corrente e alimentando-o com restos alimentares. O que esperar de um cão desses?

Para mais informações acesse também: http://www.saudeanimal.com.br/pit.htm

Fonte da Imagem: http://www.adestradoronline.com/

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Babacas que amamos! (2)


Johnny Bravo

Você conhece alguém assim?
Por incrível que pareca o Johnny Bravo é menos fictício do que a gente pode imaginar. Como tem pessoas que acham que a aparência física é tudo! Eu tenho alguns camaradas que acham que só por serem saradões as garotas devem dar "mole" (irc, que terminho!) pra eles! Eu conheço mulheres com essa mentalidade também! Corpos atraentes, mentes repelentes!

Condomínio


Hoje provavelmente seria um dia que eu não escreveria nada, contudo, conversando com um colega de trabalho ele me relatou algumas historinhas interessantes que ocorreram no condomínio onde vive. Achei interessante o assunto e refleti sobre, o que aconteceria com um babaca em um condomínio?

Muitas pessoas, quando procuram um lugar para morar, observam apenas o imóvel, se tem amplo espaço interno, a localização, o comércio no entorno, mas, e os vizinhos? São pacatos ou barulhentos? São idosos, existem crianças na vizinhança, escola? Não teria seu vizinho uma banda de rock de garagem?

A melhor maneira de evitar situações constrangedoras, é, antes de qualquer atitude, observar, estudar o perímetro antes de qualquer atitude.

Na maioria dos casos, o bom senso é o melhor remédio.

Vamos refletir um pouco, se um sujeito odeia samba, por que ele iria morar em frente de uma escola de samba? Acreditem, isso acontece, e depois o sujeito reclama do "barulho", por mais que a bateria seja nota 10, pro babaca sempre vai ser "barulho". O que acontece em muitos condomínios é isso. Se o cidadão vai comprar um apartamento em um edifício já pronto, é prudente ver se ele é adequado às suas necessidades. Vai ter playground, se a criatura é do tipo "odeio barulho da pirralhada", cai fora meu rei! Agora se o ser das trevas é do tipo festeiro, pra que ir morar em condomínio de apartamentos pequenos que só tem garagem e a maioria dos moradores são casais sem filhos ou aposentados?

O babaca é um babaca quando está no lugar e na hora errada, se você está no meio de uma festa, brincando, dizendo besteiras, festejando, todos vão te achar o máximo. Porém, fazer essas mesmas coisas no meio de uma complicadíssima aula de cálculo numérico é uma estupidez sem tamanho.

Se o cidadão compra um apartamento na planta, putz, aí é uma loteria, não se sabe o que vai encontrar. Agora vale lembrar que o que sempre vale é o bom senso,

Ok, aguentar marmanjo babaca é um saco, aqueles sujeitos que estão no fim do corredor, gritando pra mulher que está no começo é o fim da picada! Mas quando se trata de crianças, esquece, crianças gritam mesmo e se a "besta fera" odeia crianças o melhor a fazer é mudar-se.

Falando de crianças e mudando um pouco de assunto, uma vez eu vi uma entrevista em que o entrevistado era um índio, no meio da entrevista, uma criança índia, obvio, interrompeu o entrevistado pra fazer uma pergunta, com muita delicadeza o índio ouviu atentamente a criança e com muito carinho respondeu de prontidão, a criança satisfeita se retirou e a entrevista teve continuidade. Já vi, várias vezes, cenas parecidas aqui na "civilização", mas normalmente as crianças ouviam um "Não tá vendo que eu to conversando? Sai daqui!" Os babacas de um condomínio lotado de crianças se irritam, espumam pela boca! Eu acho a gritaria dos "pirralhos" música, crianças rindo, brincando e gritando é a sinfonia da vida nos saudando, dando bom dia! Se você odeia crianças, sinto muito por você!

Fonte da imagem: http://mundoemumsegundo.blogspot.com/

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Se liga!


Grandes babaquices acontecem simplesmente por um único motivo! Não estar ligado no que está acontecendo em volta!

Uma situação que constantemente eu vejo é a seguinte!

Um camarada, considerado pela turma como o cara descolado, ele faz determinada brincadeira! Todo mundo ri, se diverte, aplaude, etc. Então outro camarada, visto como "o babaca", resolve fazer a mesma brincadeira! Então o riso cessa!

Ficar copiando a bobeira dos outros é uma merda hein meu amigo! Copiar então, logo após ela ter sido executada então...

O que mais faz a criatura "tomar na cabeça" é o simples fato de não estar atenta ao que está rolando à sua volta! Se a criatura é considerada um ou uma babaca pela turma, por que continuar saindo com essa turma? Brincadeiras são legais, é necessário ter senso de humor, mas virar saco de pancada dos outros? "Pera' lá meu amigo(a)! Observar tudo o que está acontecendo é necessário, tanto para os babacas, para os não babacas e os candidatos a ex-babacas.

Você chega no ambiente e a expressão de todos, ou de alguns muda completamente, significa que você tem que tomar uma atitude. Bem, eu vejo três saídas, ou a gente cai fora, ou muda as atitudes para reverter a situação, ou se acostuma com a idéia de ser "saco de pancada" ou "o excluído (a)".

Um sujeito não fica com fama de babaca à toa, isso é resultado de muita babaquice, ou brincadeiras feitas na hora errada! Outra coisa, mudar de turma não irá fazer o babaca em questão, mudar sua sina, é preciso mudar de dentro pra fora, porque convenhamos, aturar babaca, ninguém merece! Por favor babacas do Brasil e do Mundo! Mudem!

Brincadeiras são legais quando feitas com moderação e na hora certa! Brincadeiras executadas à exaustão e/ou na hora errada, com o perdão da palavra, é foda! Querer sempre ser o centro das atenções é ridículo! Ora, uma hora um vai estar com a "bola da vez", mas como num jogo de futebol terá de passar a bola, se isso não acontece os outros "jogadores" evitarão passar a bola para o "fominha", no caso o babaca.

Estarmos atentos a tudo o que está rolando à nossa volta, e às atitudes dos que nos cercam é fundamental para que não nos tornemos palhaços dos outros. Veja, por exemplo a situação que eu passei na postagem "Mulher babaca (2)" e os comentários inteligentes da nossa amiga Sandra Coelho. Até ontem eu achava que tinha dominado aquela situação, mas...

sina
si.na
sf (lat signa) 1 V signa. 2 fam Destino, fado, sorte. Fonte: http://michaelis.uol.com.br

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Desvantagem de ter um babaca na sua frente!



Babacas tem em todo o lugar, em todos os países, em todas as religiões, em todas as torcidas! Agora, cuidado, pois se um cruzar seu caminho, pode dar em merda!!!!

terça-feira, 11 de maio de 2010

Jogos de sedução



Valeu Sandra Coelho pelos comentários! Eles me fizeram lembrar de algumas situações que nós os babacas e homens com cara de babaca passamos com algumas garotas!

Eu já passei por isso inúmeras vezes e demorou pra eu entender o que estava acontecendo. Sim, eu tenho o raciocínio um pouco devagar nesse tema e olha que minha mãe não fumou durante minha gestação!

Mas agora estou calejado e dificilmente, eu disse dificilmente, caio novamente nesse jogo.

Das garotas que passaram pela minha vida, algumas surgiram com uma espécie de jogo de sedução, onde elas se insinuavam, como se quisessem me seduzir e na hora que eu partia com tudo pra área e fazer o gol, eu era derrubado e o pênalti não era marcado! Perdoem minha metáfora infame mas é isso mesmo, o titio aqui ficava literalmente chupando o dedo.

Como eu fui um adolescente bobalhão, passei muito por isso. Alguém uma vez me disse que os piores cafajestes foram adolescentes bobalhões, e isso tem um pouco de verdade, porque nós ex-adolescentes bobalhões temos que encarar o lado mais cruel das garotas, que fazem com que ou o sujeito fica traumatizado e corra pra mamãe, ou se torne um cafajeste jurando se vingar de toda mulher que cruzar seu caminho, ou vire um cara apaixonado pelas táticas de sedução feminina e crie suas táticas de defesa e contra-ataque!

Pois bem! Quando um rapaz está a sós com uma garota, não dá pra prever o que pode acontecer. Não existe fórmula mágica para prever isso, sobrinhos, vocês infelizmente vão ter que dar o couro pra chibata e apanhar, e quem está calejado consegue perceber quando a garota está de sacanagem ou quer realmente a sacanagem. É outro trocadilho infame mas é a realidade. Vou piorar, os mais experientes percebem que a garota está de sacanagem mas, conseguem fazê-la querer a sacanagem! (urgh!) E sobrinhas, cuidado, se vocês querem sacanear um bobalhão, cuidado, tenham certeza que o sujeito não tenha uma índole violenta a ponto de partir pra violência sexual, e não se exponham a ponto de ficar sem defesa ou sem rota de fuga. Agora eu não tenho nada contra vocês minhas doces sobrinhas em sacanear um bobalhão, pois se não fossem garotas como vocês, acho que eu seria um bobalhão até hoje.

Faz um bom tempo que não passo por essa situação, as mulheres com quem saí nos últimos tempos gostam de outros tipos de jogos e eu não sou o melhor sujeito pra ensinar técnicas de conquista e sedução, o pouco que sei é pra me garantir e só. Mas até que seria interessante passar por isso novamente, cara de bobo eu ainda tenho!

Fonte da imagem: http://homensmodernos.wordpress.com/

Quanto vale a pena manter uma amizade?


Uma das coisas mais preciosas da vida são, sem sombra de dúvida, os amigos.

Existem amigos pra toda a vida e existem aqueles que estão conosco por um determinado período.

Mesmo que a gente venha a perder o contato, aquele carinho, aquela amizade do passado vai morrer com a gente.

Se existe algo que deve ser preservado, são os amigos. Porém, aprendi, de tanto "tomar na cabeça", que tem certas amizades que não valem a pena ser preservadas.

Eu tive uma séries de amigos, que "pelamordedeus", teria sido muito melhor se nunca fossemos apresentados. Por exemplo, teve o Ubaldo (nome fictício). Era do tipo amigo confidente, mas no fundo era um verdadeiro "empata foda". Na época eu estava enamorado de uma prenda (nossa que bunitinho), e é claro o Ubaldo sabia disso. Um belo dia, o nosso pessoal resolveu fazer uma festa, então logo me prontifiquei a levar a beldade com minha humilde carruagem! Sim, tudo perfeito, mas o Ubaldo me pediu carona... Então fomos eu e o Ubaldo buscá-la, chegando lá, parei o carro, o Ubaldo abriu a porta do passageiro, inclinou seu tronco para frente levando consigo o encosto do banco e conduziu o amor da minha vida (na época) para o banco de trás. Só faltou o babaca ir pro banco de trás também e querer agarrar a moça!

Aquela "mina" era do tipo complicada, e eu não podia chegar com tudo, então empenhei minhas melhores táticas de guerra pra conquistar aquele coração, mas não contava com o Ubaldo. Na festa não consegui nenhuma oportunidade de ouro, já que meu convite para uma voltinha foi recusado, ora, ela tinha vergonha.

Passou a festa e chegou o aniversário dela! Opa! Vou fazer uma surpresa! O Ubaldo contou pra todo mundo, inclusive pra ela!

Ubaldo! VAI SE FODER!!!

Com o Ubaldo fora do caminho consegui (ufa) namorar, finalmente, minha musa. Mas não deu certo e não durou muito.

Tempos depois fui trabalhar junto com um amigo em comum (meu e do Ubaldo), o Marlon (fictício), e papo vai e papo vem, contei pra ele essa desventura. E adivinhem? Ele também foi vítima do Ubaldo... Na época do ocorrido ele namorava uma bela moça e tocava em uma banda com o Dito. Acontece que esse filho de chocadeira uma hora apareceu com uma estória de que a então namorada do Marlon estava dando em cima dele, Ubaldo. Como o Ubaldo era um "amigão", o Marlon acreditou e terminou o namoro ignorando as súplicas e os insistentes clamores de inocência da pobre e apaixonada moça. Depois de um tempo Marlon descobriu a farsa e o verdadeiro caráter do Ubaldo que acabou sendo convidado a se retirar da banda por todos os indignados integrantes.

Tive outro amigo, o Reginaldo (fictício), esse era do tipo que adorava contar vantagens (mesmo que fosse uma vantagem imaginária). Andar com o Reginaldo era estar fadado a passar seus dias no banheiro fazendo sexo solitário. O Reginaldo era um "queima filme" de primeira qualidade, bastava só estar ao lado dele para que as meninas nos ignorassem completamente. E quando o desgraçado bebia? Nossa! Socorro! Uma amiga em comum rotulou nosso "amigo" Reginaldo como "insuportável". Chato, mentiroso, falava alto pra que os outros não participantes da conversa ouvissem seus "feitos", cutucava, batia nas costas, ria alto. Mas apesar de tudo isso sempre foi uma boa pessoa, honesto, trabalhador, inteligente, sincero. Embora eu ter evitado muito sua companhia, a gente pode ver que mais vale ter um Reginaldo frequentando nossa casa do que um Ubaldo.

Hoje o Reginaldo é um homem casado, graduado, está bem! Agora o Ubaldo... encontrei com ele hoje! Está a mesma bosta!

carro
car.ro
sm (lat carru) 1 Fusca 2 Ted Boy (Sim, todo babaca coloca um nome no carro)
dito
di.to

adj
(lat dictu) 1 Aludido, citado, mencionado, referido. 2 Combinado: Está dito. 3 Que se disse: Tenho dito. sm 1 Conceito, máxima, sentença. 2 Decisão verbal, promessa.
clamor

cla.mor

sm
(lat clamore) 1 Ação de clamar. 2 Súplica proferida em altas vozes; lamentação.

fadado

fa.da.do

adj
(fado+ado3) Predestinado.

prenda

pren.da

sf
(lat praebenda) 1 Objeto que só se dá como brinde; dádiva, presente. 2 Dote, predicado. 3 Aptidão e conhecimentos adquiridos em alguma arte, ciência ou indústria. 4 fam Pessoa ruim. 5 Reg (Rio Grande do Sul) Jóia. 6 Objeto que em um jogo de prendas é dado em penhor para ser resgatado com a penitência imposta. 7 fam Moça, esposa jovem. 8 pop Par na dança, especialmente na dança folclórica. sf pl Dotes, qualidades, talento, arte. Prendas de mãos: bordados, flores artificiais e outros trabalhos manuais delicados que formam ordinariamente o complemento da educação feminina. Prendas domésticas: habilitações e conhecimentos que constituem a educação necessária às mulheres nos trabalhos do lar.
Fonte: Michaelis

Fonte da Imagem: etcecoisaetal.blogspot.com

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Bobalhões

Relembrando uma postagem anterior "Tipos e Graus de Babaquice" existem três tipos de babaca:
- o destrutivo (tipo A):
- o inofensivo (tipo B):
- e o autodestrutivo (tipo C).

Existem 10 graus de babaquice (abobalhação):
- 0 (zero) - Sujeito carrancudo sem senso de humor
- 1 a 5 -Sujeito dentro dos padrões de normalidade, pode-se até se dar ao luxo de dizer que não é um babaca.
- 6 a 10 - A criatura da espécie humana que, sem dúvidas, é um babaca, ou tem surtos sérios de babaquices.

O que eu não falei é que existem algumas espécies de babacas, sendo o bobalhão uma delas!

O bobalhão é o mais típico representante dos babacas, todo bobalhão é considerado automaticamente babaca. É difícil encontrar um bobalhão do tipo A, mas existem e são mais facilmente encontrados na classe política, contudo é mais comum encontrarmos, no dia a dia, bobalhões do tipo C e B.

O bobalhão não deve ser confundido com alguém com deficiência mental, pois o bobalhão tem toda capacidade de mudar sua vida. Uma característica marcante dos bobalhões são as brincadeiras e piadas que só ele acha graça, risada alta, envio de spam e/ou correntes e quando surge alguma contingência, os bobalhões fazem um alarde tão grande que fazem os problemas mais simples parecerem casos de "vida ou morte". Uma outra característica dos bobalhões é levar tudo na brincadeira, não levam a sério, como, por exemplo, o trabalho, o relacionamento amoroso, etc.

O único jeito de um bobalhão mudar é a autocrítica, enquanto o bobalhão não perceber em que situação se encontra, dificilmente deixará ser ser essa criatura patética e babaca.

abobalhação
a.bo.ba.lha.ção
sf (abobalhar+ção) Estado ou qualidade de abobalhado: "Ritinha olhava, numa abobalhação" (João Felício dos Santos).
contingência

con.tin.gên.cia
sf (lat contingentia) 1 Qualidade do que é contingente. 2 Eventualidade. 3 Fato possível mas incerto.
patético

pa.té.ti.co
adj (gr pathetikós) 1 Que comove, que enternece. 2 Anat Diz-se do músculo oblíquo superior. 3 Anat Diz-se do nervo craniano motor que inerva o músculo oblíquo superior. sm 1 O que comove, o que fala ao coração. 2 Caráter do que é patético. 3 Gênero patético. 4 Arte de despertar nos outros os sentimentos ou afetos de que estamos possuídos.
Fonte: Michaelis

domingo, 9 de maio de 2010

Babacas que amamos! (1)



Charlie Brown

Esse personagem é sem dúvida um babaquinha muito simpático que, dificilmente alguém pode deixar de gostar. O engraçado é que o cachorro dele é mais esperto e acaba se dando bem, muito mais que o próprio Charlie Brown! A paixão que ele nutre pela "garotinha ruiva" rendeu vários episódios bem divertidos como também seu sofrível desempenho nos esportes! Que puxa!

Vamos combater a pedofilia!




Deixarei permanentemente alguns links para denúncias de crimes contra esse absurdo chamado pedofilia.

Tudo o que acontece na nossa infância fica marcada pelo resto de nossas vidas e uma violência extrema como a pedofilia deve ser combatida. O mínimo que devemos fazer como cidadãos é denunciar. Deixarei o link da polícia federal (http://nightangel.dpf.gov.br/) para crimes virtuais, da campanha nacional de combate à pedofilia na Internet (http://www.censura.com.br/) e o logotipo do "ligue 100" para denúncia de abuso e exploração sexual infantil!

sábado, 8 de maio de 2010

Mulher babaca (2)


Oh Sim!! Lembrei! Depois que postei o evento do meu amigo babaca, lembrei o que aconteceu comigo envolvendo uma mulher um tanto... Como posso dizer? Ah Sim! Babaca!

Antes de eu contrair matrimônio, na empresa onde eu então trabalhava, foi contratada uma estagiária! Na época eu era um rapaz de vinte e poucos anos, em processo avançado de "desbabaquização". Ela era bem magrinha, pele branquinha como leite, cabelos cacheados. Claro, chamei pra sair e ela aceitou.

Marcamos eu um bar muito bem frequentado e para minha surpresa, ela convidou algumas amigas também!

Ué? Coisa estranha! Tudo bem, pensei comigo, vamos ver o que vai dar...

Casa cheia, sentamos no balcão do bar, e de repente, ela virou as costas e ficou conversando com as amigas.

Ali estava eu, ignorado, abandonado, no balcão de um bar, como disse anteriormente, muito bem frequentado. Analisando essa situação, pensei comigo que, já que estava ali, num lugar bacana não me restava outra alternativa! Me divertir! Pedi uma dose de uísque e fiquei observando o movimento.

De repente, uma beldade veio pedir uma bebida bem do meu ladinho, falei alguma gracinha, nem me recordo o que eu disse, e colou! Então atamos um batepapo muito agradável e animado, mas e a babaca que me desprezou? Quando ela percebeu o que estava acontecendo, ela virou com tudo, me agarrou e me deu um beijaço! Cara! Que beijo! Um dos melhores beijos que recebi na minha vida! Inesquecível, acho que ficamos uma meia hora ali. Um beijo igual ou melhor que esse recebi bem recentemente. Que loucura!

Confesso que não lembro o nome dessa deliciosa babaca, que por pouco não me viu desaparecendo com outra garota, mas aquele beijo! Ah que beijo! Ah! Que pele macia!! Ai ai!

Fonte da Imagem: http://blogdaencalhada.zip.net/

Homem babaca (2)

Gostaria de agradecer os comentários e opiniões do meu querido amigo Paulo Querubim, Jorge de Barros do blog "O Ofício do Ócio", Josias do "Sintonia do Rock", do Rafael do "Fazenda de Urânio", Patrícia, Larissa pelo comentário e Sandra Coelho através do blog "Malvadas" e o grande poeta Edson Bueno de Camargo (sapateiro de palavras). Valeu!!

O comentário da Larissa me fez lembrar um acontecimento muito cômico! Eu estava num domingo ensolarado conversando com uns amigos e decidimos ir até a casa de um outro amigo nosso. Pois bem, enchi o carro de macho (aff) e fomos!

Nessa época eu já estava passando por transformações importantes para a formação do meu atual caráter, e algumas coisas já não me agradavam, como por exemplo, o péssimo hábito de passar de carro e ficar gritando besteiras para as meninas que estavam andando na rua.

Pois bem, no meio do nosso percurso, um dos ocupantes da minha caranga, faz exatamente isso, põe a cabeça pra fora e grita para uma passante: "AÊÊÊÊ GOSTOSAAAA!!!

Não aguentei, parei o carro e disse:

"- Você gostou dela? Então desce e vai conversar com ela!"

E o babaca tentando abaixar, cheio de vergonha:

"- Porra cara, anda com o carro, vamos embora..."

"- Não, eu insisto, se você gostou dela, manda eu parar o carro, você desce e vai conversar com ela, se for o caso eu espero você pegar o telefone dela e depois a gente continua a viagem!"

Nisso a moça nos alcançou e os nossos amigos emendaram, "Ué? Você não vai? Oi moça, desculpa a atitude do nosso amigo, ele é só um babaca!"

Depois disso, continuamos nosso passeio, que depois do ocorrido, foi muito mais divertido, exceto para o nosso amigo que caçoamos, não só no dia, mas também na semana inteira também.

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Amigo do meu amigo é meu amigo?



Outro dia 0 instrutor da academia onde treino me contou uma história muito interessante. Provavelmente não vou repassar-lhes fielmente, pois como dizem, "quem conta um conto aumenta um ponto", então sem nenhuma culpa vou repassar o 'melhor possível' beeem próximo do que me foi passado.

Ele tem um amigo um tanto, como posso dizer... oh sim, babaca. Acontece que esse sujeito tinha um carro digamos, um pouco rodado, um corsa. Nosso amigo, ou melhor, o amigo do meu amigo, utilizou a "caranga" como entrada de um carro novo, um fox.

Até aí tudo bem, só que o sujeito comprometeu seu orçamento com prestações mensais de R$900,00 para ostentar seu veículo. Bem já dá pra perceber que comprometer a renda pra ostentar um padrão que não tem é uma grande babaquice. Um carro novo, muitos homens acham, que é uma ótima ferramenta pra "azarar" a mulherada. Só que o cara enche o carro de "macho" e vai pros botecos, pro futebol de várzea, etc. Se o cabra fosse gay, não seria estranho o fato dele encher o carro novo de "macho", mas não era esse o caso.

Não aguentei e perguntei: "Pra que ter um carro novo, comprometendo o orçamento mensal pra encher o carro de macho, se o carro "antigo" servia muito bem pra esse fim?" Bem, se o modelo do carro é um sonho de consumo do sujeito é uma boa justificativa. Mas quando fizemos, por cima, os cálculos, juntando esse montante sem juros nenhum, e na metade do tempo, o cabra poderia trocar o carro de uma maneira mais tranquila. Agora se o cabra trocou de carro pra mostrar para os outros... Ah!! Babaca! Porra meu amigo, seria melhor usar esse dinheiro pra viajar, se divertir e investir!

Cada um tem o direito de fazer o que quizer com seu dinheiro, sem que nenhum babaca dê pitaco na sua vida. Eu mesmo destesto isso. Mas o brasileiro é impaciente demais, muito ansioso, um carro que poderíamos comprar em dois anos, fazemos empréstimos para pegá-lo já e levamos quatro anos pra pagar, além do mais, quando guardamos e investimos o dinheiro, os juros, mesmo baixos, estarão a nosso favor, o que possibilita até pegar o veículo desejado em até menos tempo, e tem mais, "grana na mão" é uma excelente ferramente de barganha, se negociarmos bem, podemos pagar, por exemplo, R$28.000,00 em carro que vale R$30.000,00.

Fonte da imagem: http://blogdamariazinha.wordpress.com

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Para fazer uma babaquice basta um único passo...



É fundamental prestar atenção em tudo que se faz, cada palavra, cada passo deve ser monitorado, qualquer vacilo pode dar em merda!

Homem babaca


Quando uma mulher muito bonita passa, além de olhar para ela, eu gosto de olhar o que passa ao seu redor. É cômico ver a quantidade de "macho" que fica babando, "torcendo" o pescoço, babando, pela delícia que passa.

Me lembra os episódios do pica-pau quando uma garota bonita entrava em cena e logo os personagens masculinos ficavam com cabeça de lobo!

Quando vejo uma cena dessas dá até pra imaginar o que a mulher pensa: "pronto, mais uma babaca me olhando"! Veja bem, o que é bonito é pra se olhar, mas tem alguns sujeitos que exageram, até parece que nunca viram uma mulher na vida. Eu não sei o que se passa na cabeça deles, o que eu sei é que todo babaca sonha com um mundo em que todos o aplaudam quando ele entra, seguindo essa linha de pensamento, então, eles devem estar esperando que a gostosa pare bem na frente dele e diga: "Você é exatamente o que eu estava procurando, essa sua pança paquidérmica me excita muito, me beija..."

Tenho algumas amigas babacas que se irritam. Filha, se você não gosta, coloca uma burca! Não precisa ficar irritada, são só babacas! Mas não provoca muito não, porque os idiotas se empolgam e podem querer apalpar o seu material!

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Quando uma mulher casa com um babaca...


Desabafo de uma mulher

Tava num clima meio ruim com o maridão e resolvi fazer uma surpresa...
Comprei 250 velas de tamanhos diferentes, 10 dúzias de rosas vermelhas, espumante, queijos e frutas e decorei toda a Casa.

Nosso quarto FICA no segundo andar e eu fiz um caminho de velas desde a porta de entrada até o quarto... As escadas iluminadas, tudo lindo !!!
Chamei um casal de amigos para acender as 250 velas antes de chegarmos a Casa.

A cama estava coberta com pétalas de flores...
Arranjos maravilhosos de antúrios (flores que usamos no nosso casamento), além do espumante no gelo e as frutas, queijos e frios completavam o clima do quarto.

Guardamos o carro na garagem e pedi pro marido ir à frente que eu já estava saindo do carro.
Enquanto ele abria a porta eu tratei de tirar o vestido.
Fique só de lingerie e cinta-liga .
Imagina a cena...
Quando meu maridão(...) abriu a porta eu desci do carro.
Semi-nua, claro !!!

Quando olhei a cara do meu marido percebi que ele estava BRANCO.
Virou pra mim, sem perceber meu modelito, e gritou:

- A Casa tá pegando fogo!!!
Eu, calmamente, disse para ele olhar novamente.
Fiz até uma cara 'sexy' para dizer isso...
Ele abriu a porta mais uma vez e gritou, mais branco ainda :
- PUTA QUE PARIU !!!!!!!!!!
Não é incêndio !!!!!
É MACUMBA !!!!!!!!!!!!

Moral DA história?

Assim nascem os cornos!

Conto recebido por e-mail
Fonte da imagem:http://www.stickel.com.br

Babaca tem cara? (2)


Eu acho que sim.

O pior é que anos de babaquice me deixaram com uma puta cara de babaca. Só pode ser essa a explicação, porque do nada, ora ou outra, sempre vem um babaca que não conheço puxar assunto e fazer babaquices e me incentivar a completar e participar.

Ou é isso, ou puta merda, como tem babaca por aí!

Parece até que eu fiquei insensível e chato, mas não é isso, fazer brincadeiras ou babaquices na hora certa pode ser muito divertido. Mas quando se está, por exemplo irritado... (?) Ei é isso! Devo ficar com cara de babaca quando estou irritado, preciso me lembrar de comprar um espelhinho pra ver minha cara nessas horas!

Mas ter cara de babaca tem suas vantagens. Muitos otários, por exemplo, cismam comigo e tentam "zoar" com a minha cara, a maioria se fode e acabam sendo "zoados" no final. A desvantagem é que eu tenho que gastar muita saliva pra provar pra alguma potencial paquera que é só a cara!

Fonte da imagem: http://colunistas.ig.com.br/flaviogomes/2009/04/19/spring-rolls-9/

terça-feira, 4 de maio de 2010

Desvantagem de ser babaca (2)



Algumas pessoas, incentivadas por amigos babacas fazem cada coisa, eu mesmo já fiz cada merda. "Faz aquele negócio engraçado lá..." E o babaca achando que está abafando faz a merda.

E agora, quem é o babaca? Otário!


A vida dá muitas voltas, e é muito cômico certos acontecimentos que surgem em nossas vidas e na vida dos que nos cercam!

Na época em que estudava no ginásio, haviam entre todos meus colegas, um, chamado Ronaldo (nome fictício) que era o bonitão, esportista e outro que era o "nerd" gordinho, o Luiz (fictício também).

Todo mundo queria ser como o Ronaldo, com as menininhas correndo atrás, sendo o aluno preferido do professor de educação física. Do Luiz os outros colegas só queriam as notas.

Nos finais de semana todos saíamos pra curtir algum baile, algum jogo, o Ronaldo era sempre o centro das atenções, mas o Luiz nem sequer saía de casa, preferia ficar estudando.

Até que um dia, em uma prova, o Luiz se recusou a passar uma resposta de determinada questão para Ronaldo. Puxa que situação, Ronaldo humilhou o coitado do Luiz...

- "Seu gordo babaca, Nerd filho da puta, você tá ferrado na minha mão..."

O tempo passou, os estudos foram completados, cada um foi para seu lado e um belo dia fui ao casamento de um bom amigo, quando na recepção, vejo um segurança com abdômen proeminente, olho pra ele e penso:

-"Conheço esse cara!"

Ora! Era o Ronaldo! Conversei com ele, ele me contou que havia casado, tinha três filhos e me contou também sobre as dificuldades, etc. E o que houve com o Luiz?

Encontrei com o Luiz pouco tempo depois na rua. Estava com um bom emprego em uma empresa de tecnologia, viajando pra tudo quanto é canto ganhando uma grana boa! É meu querido Ronaldo!! Quem é o babaca agora otário? Parecia que o mundo girava ao seu redor, mas quando o vigor da juventude foi embora o que ficou?

Calma! Ainda não acabou! Alguns anos depois fiquei sabendo que Luiz casou-se! E pasmem, meu amigo nerd teve um surto psicótico na lua de mel. Enquanto a esposa estava ali na cama preparada para as núpcias, Luiz sentou-se no chão, pegou alguns carrinhos e começou a brincar!

É meus queridos, a vida é implacável, o mundo não perdoa ninguém. Essa e outras coisas me fizeram chegar a seguinte conclusão: A gente não sabe se vai viver muito ou pouco, se eu soubesse que iria viver muito, iria estudar quase igual ao Luiz (não a ponto de surtar), agora se eu soubesse que iria viver pouco iria aprontar todas! Mas como não tenho bola de cristal, é bem aconselhável fazer um pouco de cada!

Nerd é um termo que descreve, de forma estereotipada, muitas vezes com conotação depreciativa, uma pessoa que exerce intensas actividades intelectuais, que são consideradas inadequadas para a sua idade, em detrimento de outras atividades mais populares. Por essa razão, um nerd é muitas vezes excluído de atividades físicas e considerado um solitário pelos seus pares. Pode descrever uma pessoa que tenha dificuldades de integração social e seja atrapalhada, mas que nutre grande fascínio por conhecimento ou tecnologia. Fonte: Wikipédia