quinta-feira, 20 de maio de 2010

Faroeste Caboclo


A vida é muito curta pra gente ficar desperdiçando com besteiras! Se você se sente feliz fazendo babaquices, seja babaca! Agora, quando alguém faz babaquices extremas, ou seja, quando começa a superar os 5 graus é porque tem coisa errada!

Ontem estava eu indo dançar, e como o carro quebrou e está fazendo manutenção, fui de ônibus!

Quando a "burra" finalmente chegou, embarquei e fui para o fundo! Seis pontos após entraram quatro moleques e uma menina que deveriam ter em média dezesseis anos. É claro que a molecada em bando tem que fazer barulho, e digo mais, tem que ter um celular barulhento tocando "musiquinha"! Olhei aquela cena e lembrei que, "porra, eu fazia a mesma coisa"!

Lembrei da antiga turma, alojados devidamente nos últimos bancos da "burra". Quietos? Nunca! Assim que estávamos devidamente acomodados começávamos a cantar "Faroeste Caboclo" da Legião Urbana! Era divertido! Mas, será que os outros passageiros gostavam?

Quando a molecada anteriormente citada começou a bagunça, olhei pra eles com meu olhar de "malvadão" que não está gostando, mas quando eu lembrei das minhas presepadas percebi que o que mais me incomovada não era o fato da "puta zona" que a gurizada estava fazendo, eu estava era com saudades da bagunça que eu e a antiga turma faziamos, somada a uma pitadinha de inveja!

Pois é, não importa a década, molecada é sempre molecada!

presepada
pre.se.pa.da
sf (presepe+ada1) Reg (Nordeste) 1 Espetáculo fantástico e ridículo. 2 Palhaçada. 3 Fanfarronada. 4 Barafunda, barulho, conflito.

Fonte da imagem: http://euamoatirardecarabina.blogspot.com

5 comentários:

  1. Oi Wilbor,

    Agooora, fiquei com medo de voce.


    Sandra Coelho.

    ResponderExcluir
  2. A diferença é o tipo de música, né?! Hahahaha.

    Pense que em 20 ou 30 anos antes de você, as pessoas entravam na "burra", e cantavam Led Zeppelin, hahahhaahaha.

    ResponderExcluir
  3. Oi Wilbor,

    “Ontem estava eu indo dançar, e como o carro quebrou e está fazendo manutenção, fui de ônibus!”

    Parei de ler o post aqui.

    Pensei: Como é que ele sabe que estou
    precisando ouvir isso ?
    Respondi em pensamento: Sandra, ele está lendo sua mente ou instalou câmeras pra lhe espionar.

    Óbvio que esses pensamentos são totalmente descabidos, mas, nesse momento, o que menos usei foi a razão e a lógica (aliás, só usei emoção). Acho que, por isso, o medo. Medo de, por um instante, ter a mente invadida. Sim, invadida, pois não me foi pedido permissão para entrar. Senti medo de você.

    Sabe quanto tempo faz que digo que vou me matricular em um curso de dança de salão pra praticar alguma atividade física ? Calculo uns 8 meses.

    Sabe quantas pessoas já vieram me aconselhar a fazer dança de salão ? Umas 3 ( 2 tias e 1 amiga).

    E eu só adiando....adiando....

    Quando li que você foi de ônibus (“burra” ? por que ?), fiquei com vergonha de mim, pois o meu carro está estacionado na garagem só esperando....

    Resumo da ópera: hoje à tarde, liguei pro tal curso e amanhã vou lá assistir aula (digo assistir porque quero escolher qual ritmo fazer).

    Agora....que dança é essa que você faz ?

    Um abraço !

    Sandra Coelho.

    ResponderExcluir
  4. Participe da campanha "Música em troca de Fraldas", que visa ajudar às crianças desabrigadas pelas chuvas no RJ:

    Música em troca de Fraldas



    AMANHÃ tem Show do #Riounido, que visa ajudar às crianças desabrigadas pelas chuvas no RJ:

    #RioUnido

    ResponderExcluir